domingo, 8 de maio de 2011

As mães da minha vida!

Na minha vida tenho minha mãe Marlene que amo demais, estamos morando um pouquinho longe, mas sempre nos falamos. Tenho carinho especial por outras mães que são essenciais na minha vida!
Minhas avós Terezinha(faleceu em 2007) e Maria José(infelizmente não tenho foto dela pois fleceu qdo eu era bem pequena), minhas tias irmãs da minha mães, as avós do Rafael meu esposo e é claro minha sogrinha que desde 2001 faz parte da minha vida.

Este poema quem fez foi minha vizinha dona Lindaura uma baiana de 80 anos cheia de hitórias pra contar, alegre e que foi alfabetizada a poucos anos e hoje uma poetiza que escreve livros com causos e poesias.
Dedico este poema a todas "mães da minha vida" especialmente pra minha maezinha e pra todas mamães da blogosfera, minha irmã Mariana, minha co-cunhada Regiane.

Mães da minha rede de amizade, virtual ou do mundo real, receba este carinho de coração:
MÃE
Não existe flor mais linda que a palavra MÃE.
MÃE biológica, mãe do coração. Todas  tem um rio de lágrimas que nasce nos olhos, e escorre para o coração, formando um oceano.
Não existe tesouro maior do que a MÃE, não existe ternura maior do que ver uma MÃE amamentar seu filho, com o calor do seus braços e a batida do seu coração. MÃE que carrega nos braços o fruto do seu ser.
Células que teceu no seu ventre.
Valor incomparável!!!
MÃE
Autor:  Lindaura, dona Lindaura minha vizinha, poetiza com seus 80 anos de idade.


da esquerda pra direita meus tios maternos com minha mãe: tia Maria, Mariazinha,mamae, tio e padrinho Marco e tia Mirtes

vó Tina(faleceu em 2010), mãe da minha sogra
 

Babi e Beatriz 5 meses

meus avós maternos no dia do meu casamento julho de 2006, minha avó faleue em 2007 e meu avô 2008. Muita saudade

sogrinha Fatima, bonitona né?


minha madrinha e tia Marli(fazendo pose pra foto) aprendi muito com ela e minhas outras tias Maria, Mirtes, eu e minha mãe!

Avó paterna do Rafa, meu esposo, vó Nadir, carinhosamente apelidada de vó gorda


minha mãe Marlene e Eu

3 comentários:

Vestido de Rodar disse...

Que post mais lindo!!!! Passei pra te desejar um Feliz Ser Mãe pra ti e para as mamães de sua vida!!! Beijo enorme! Re

Paty Fortunato disse...

Oi amiga,

Desde de ontém q tento comentar aqui mais o Blogger estava indisponível.
Bom, agora voltou heheheh...
Adorei o post, lindo.
Quanto carinho, quando amor...vc merece tudo isso amiga.

Beijocas!

Chris Ferreira disse...

LInda o poema para as mães da sua vida.

Os rolos de papel higiêncio pode se tranformar em mutas coias. Castelos, animais, foguetes, árvores. É só começar a inventar que vem logo outra ideia.

Lá no blog tem a dica de um castelo que também pode ser um forte apache bem legal: http://inventandocomamamae.blogspot.com/2010/08/dica-de-menino-e-selinhos.html

Já utlizamos para fazer porta retrato também. Como esse aqui: http://inventandocomamamae.blogspot.com/2010/07/amizades-virtuais.html

Se quiser dar uma olhadinha ...

beijos
Chris
http://inventandocomamamae.blogspot.com/

Postagens populares

meus vídeos no youtube

Loading...