quinta-feira, 23 de junho de 2011

Para o bebê, o melhor leite é o da mãe. Postagem Coletiva

Eu, Bábara Pata sendo amamentada em dezembro de 1980

Beatriz sendo amamentada por Bábara Pata em fevereiro de 2011
Não sou tão intelectual, quase não leio livros, mas enfim, a sabedoria popular muitas vezes define informações que podem mudar opiniões de pessoas independente da instrução ou da  classe social.
Então vim aqui deixar minha contribuição contando minha experiência ou quem sabe vivência de mãe de primeira viagem, que amamenta até os dias de hoje.
A Beatriz aos 2 anos e 4meses ainda mama no peito para dormir, SIM eu tenho leite, e posso dizer que ela NUNCA precisou de um antibiótico, só ficou algumas vezes gripada acompanhada de tosse, e segundo a pediatra que nos acompanha desde o dia do nascimento, isso é um dado muito importante, ver todo histórico da Beatriz no consultório e ver que ela como pediatra nunca receitou um antibiótico.
O leite Materno foi o grande bem em nossas vidas, digo NOSSAS porque bem sabemos que quando o filho fica doente abala as estruturas da família toda. E sabemos que ver nossos filhos precisando tomar injeções, remédios fortes, ficar internado, e todos os procedimentos médicos dá um aperto no coração, uma vontade de trocar de lugar não judiar deles.
Essa informação da importância do leite materno eu obtive quando participei do curso de gestante oferecido gratuitamente pela Unimed de Campo Grande-MS, aberto a toda população, não necessariamente aos associados. Depois lembrei que minha mãe (moro longe de toda minha família desde 2003, mas minha mãe veio nos visitar qdo Beatriz nasceu) dizia que eu fui amamentada até aos 3 anos, e enfim quando a Beatriz nasceu comecei a por em prática tudo que aprendi.
Não foi nada fácil! Eu pude amamentar a Beatriz passadas mais de 1h do seu nascimento, meu mamilo não era protuso, mesmo seguindo todas as instruções da obstetra, meu mamilo era miudinho, tive auxílio das enfermeiras, da pediatra e da obstetra, Beatriz perdeu peso nos primeiros 15 dias de vida, e até os 2 meses a amamentação foi doloridíssima, a “pega” nem sempre era correta. Se não fosse o Rafael meu amado esposo (digo que este foi e ainda é o maior incentivador), dicas de outras mães, o curso de gestante e mais uma vez a pediatra e a obstetra, não sei se a Beatriz tinha essa saúde toda e eu o PRAZER de amamentar.
Tive fissuras nos mamilos, sangramento e bolhas. Chorava de dor em alguns momentos isso durou apenas dois meses depois foi tudo maravilhoso, até a tal cólica dos 3 primeiros meses foi tranqüila, durou apenas uma semana com hora marcada, sempre as 10hs da manhã.
A amamentação exclusiva durante os seis meses foi EXCLUSIVA mesmo, nada de água ou chás e amamentação em livre demanda até mais de 1 ano, depois comecei impor horário para as mamadas para não atrapalhar as refeições principais. Chupeta e mamadeira conheceu aos 1º meses porque ganhou uma boneca que vinha com estes “acessórios” mas a Beatriz nunca chupou chupeta,tentei dar suco na chuquinha, mas por medo dela parar de mamar dava no copo.
Sempre que converso com alguma “recém mãe” conto minha experiência e digo pra não desistir da amamentação, mas ouço muitas dizerem que tem pouco leite, que o pediatra indicou uso de mamadeira com leite artificial para complementar, ou também uso do Leite Artificial para que o bebê e a mãe também possa dormir a noite inteira. Muitas vezes o desmame acontece cedo porque a mãe não tem apoio e recebe instruções dos parentes e amigos de forma errada, mas eu não sou ninguém pra colocar isso em discussão aqui, cada mãe tem o direito de agir da maneira que sente que é melhor pro seu filho.
Eu digo: Valeu cada dor que eu senti, cada lágrima de escorreu no meu rosto e hoje ver minha filha saudável, graças Deus por me permitir amamentar!
Segue o link do convite no facebook para entenderem o motivo desta postagem coletiva.
Estou no grupo Aleitamento Materno Solidário http://www.facebook.com/home.php?sk=group_179177902093754 muito legal estar por lá, tem profissionais com enfermeira, pediatra e mães experientes que ajudam mesmo!
Mãe, para o bebê, o melhor leite é o da mãe.

12 comentários:

Baby Cebolinha (mamãe Menta) disse...

Amei seu post!!! Parabéns! Parei o antibiótico agora e voltei a amamentar, quase chorei de emoção quando ele pegou, mesmo que só um pouquinho... ;o)))

Paty Fortunato disse...

Perfeito esse post amiga, disse tudo!
Eu amamentei meu filho até 10 meses, mais nunca exclusivo, pq não tinha mto leite... mesmo assim foi importante.
Quando Henrique ficou internado com 9 meses por conta de uma celulite na fase q poderia ter dado menigite bacteriano, mais graças a Deus não foi... ele não teve nenhuma febre durante a semana q ficou no hospital, a médica disse q o leite foi materno foi de mta ajuda para ele.

Beijocas!

Paty Fortunato disse...

Ah, só parei de amamentar pq ele não queria mais de jeito nenhum. Meu leite secou quando ele tinha 10 meses e 3 dias.

Nayara disse...

Oi lindas....
Lindo post..eu dei mama p minha bebe ate os 11 meses...por conta do serviço ai depois ela por si so...Largou....Masss se pudesse amamentava ate hj...


BOM ESTOU COM UM BLOG NOVO E ESPERO SUA VISITA OK.....
BJO GDEEEEEEEEEE




http://cornerofthefamilyhappy.blogspot.com/




jA ESTAMOS TE ACOMPANHANDO

BJP

Aprendendo a ser Mãe disse...

Oi Amiga estava lendo o post e amamentando..rsss
Verdade o melhor leite é o da Mãe.... tbm não julgo quem não amamenta por motivos diversos.. cada um cada um .. só não aceito questões de esteticas.. o peito não fica caido não..isso não existe..rsss
Amamentar é um ato de amor realmente pois doí no começo, mas a adaptação vem com o tempo tanto para mãe qt para o bb.
Eu mamei na minha mãe até os 5 anos .. tenho uma saúde de ferro, então pretento tbm amamentar o Pedro um bom tempo.. as peitochalas estão ao dispor dele ate ele decidir parar... tudo que pode ser causador para ele lagar o peito eu não faço... quero dar este beneficio ate qd ele desejar
bjs adorei o blog
@angels_martins
http://aprendendoasermaedopedro.blogspot.com/

Lais Muniz disse...

Ooi Babi, adorei o post, realmente o lkeite materno é super importante pro crescimento e desenvolvimento da criança, pretendo dar de mamar por um bom tempo também. Meu único medo é o fato do bico do meu peito ser pra dentro, meu namorado ja fez massagem e tudo mais, so que continua pra dentro, as vezes tenho medo dele n sair de jeito nenhum e eu n ter como amamentar :/ alguma dicaa? passa no meu blog, beeijos !

Micheli disse...

Lindo relato, parabéns! Amamentar depois dos dois anos é cada vez mais raro e as pessoas tem muitas resistências ainda hoje.
Beijos.

Miguel...Presente de Deus disse...

Que lindo post amiga, adorei as fotos bem legal mesmo. O Miguel eu só parei porque ele não quis com 5 meses que foi quando voltei a trabalhar e ele me trocou pela mamadeira,fiquei arrasada na época, morrendo de ciúmes da mamadeira. rs

Bjokas

Carla e Miguel

Dionéia Bernardo-RS disse...

Olá!! Achei muito importante teu relato, tenho uma filha de quase um mes (ela vai fazer dia 30), e não sei mais oq fazer para q ela pegue o peito, durante a gestação sempre me perguntavam se eu ia querer amamentar e eu sempre respondi q sim, hj tenho bastante leite mas quando ela nasceu não foi bem assim ele demorou pra descer e ele gritava de fome então deram a formula em um copinho pra ela eu continuo insistindo todos os dias em todas as mamadas pois acredito q ela ainda vai mamar!!! Bjs e torçam por mim!!!

Rapha da Alice disse...

Lindo demais!
Fiquei muito emocionada com as fotos!

Beijos,

Rapha, mãe da Alice
http://maternarconsciente.blogspot.com/

Chris Ferreira disse...

Oi Babi,
seu post ficou sensacional. E as fotos? Fantástico.
beijos
Chris
http://inventandocomamamae.blogspot.com/

Chris Ferreira disse...

Oi Babi,
não sei se encontra em campinas a canetinha para colorir os biscoitos. Aqui foi difícil de achar. Espero que encontre é bem legal de brincar com as crianças.
beijos
Chris
http://inventandocomamamae.blogspot.com/

Postagens populares

meus vídeos no youtube

Loading...